terça, 30 maio 2017 00:00

Tomada de Posse da Doutora Teresa Moure Pereiro

A Casa da Língua Comum de Santiago de Compostela acolherá, o próximo dia 17 de junho de 2017, às 11 da manhã, o ato de tomada de posse da académica de número da AGLP, a Doutora Teresa Moure Pereiro.

 

A eleição de Teresa Moure foi decidida no plenário da Academia Galega da Língua Portuguesa do passado dia 14 de janeiro, por unanimidade. O académico escolhido para dar o discurso de receção é o Doutor Mário Herrero Valeiro.

 

Teresa Moure é professora de Linguística Geral da Universidade de Santiago de Compostela, a cidade onde mora, e, de todos os espaços do mundo, o mais vinculado à sua identidade. Escritora polifacética de reconhecido prestígio, as suas publicações académicas incluem diversas linhas de investigação como a sociolinguística, etnolinguística, universais da linguagem e diversidade das línguas, e teoria feminista e linguagem.

 

Autora de numerosos artigos científicos e livros de criação literária, conta com diversas publicações na categoria de romances, novelas e obras de teatro. Não é menos salientável a sua obra ensaística, debruçando-se sobre a problemática social, nacional e feminista. É colaboradora habitual de diversas publicações periódicas como Sermos Galiza, Praza Pública e Diário Liberdade, Decrecimiento, ou a revista Lectora. Revista de Dones i  Textualitat.

 

Ativista na defesa da língua da Galiza e co-fundadora de diversos projetos culturais, participa em atos cívicos procurando o contato com o público e o debate sobre temas de atualidade.

 

Ganhadora de numerosos concursos literários, com o seu romance mais conhecido, Herba moura, (Vigo, Editora Xerais), recebeu o Prémio Xerais de novela, Prémio Benito Soto, Prémio da AELG e Prémio da Crítica Espanhola, com tradução para vários idiomas europeus. Neste capítulo, o passado dia 20 de maio recebeu o galardão do I Prémio Murguia, em Arteixo, Galiza, com o relato “A semântica oculta de Mrs. Hockett”.

 

A Tomada de Posse da Doutora Teresa Moure Pereiro incluirá um ato literário com declamação de poesia e leitura de textos da nossa literatura clássica, assumindo as funções como académica na reunião do plenário da Academia que terá lugar na mesma tarde do dia 17 de junho.

 

C. V.  Teresa Moure Pereiro

 

Ler 664 vezes