Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial

Evento terá lugar em Brasília, no Palácia Itaramaty,
nos dias 26 e 27 de março de 2010

As académicas Concha Rousia e Isabel Rei, que viajam na comitiva dos Colóquios da Lusofonia para intervir no 5 Encontro Açoriano da Lusofonia em Florianópolis, Santa Catarina, participam esta semana, por convite dos governos do Brasil e de Portugal, na Conferência Internacional que tem lugar no Palácio Itamaraty, em Brasília, de 25 a 28 de março, destinada a examinar oportunidades, desafios e instrumentos para a valorização da língua e sua projeção no cenário internacional.

Durante a sua presença na capital do Brasil, irão realizar um intercâmbio de ideias e troca de experiências com personalidades e instituições de toda a lusofonia, escritores, académicos, editores, jornalistas e outros profissionais diretamente vinculados à difusão da língua, apresentando a posição da Academia sobre os temas consignados no programa do evento: Ensino, difusão e projeção da língua; estado de desenvolvimento do Acordo Ortográfico, participação da sociedade civil, e importância da língua portuguesa nas diásporas.

Os participantes serão recebidos no dia 25 com coquetel e programação cultural, que compreenderá leitura de trechos de obras literárias de autores de língua portuguesa pela intérprete Maria Bethânia. A sessão inaugural da Conferência está marcada para a manhã do dia 26, às 9h no auditório do Palácio.

A segunda etapa da Conferência, nos dias 29 e 30 de março, consistirá em reunião das delegações governamentais dos países da CPLP. Os Estados membros discutirão propostas passíveis de compor um programa de ações da Comunidade para cumprimento dos objetivos fixados pelos Chefes de Estado e de Governo da CPLP na “Declaração sobre a Língua Portuguesa” (VII Cimeira, Lisboa, 25 de julho de 2008).

Além dos Estados membros – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste –, foram convidados à Conferência a Guiné Equatorial, as Ilhas Maurício e o Senegal, na qualidade de Estados observadores associados.

No dia 31 de março será realizada uma Reunião Extraordinária do Conselho de Ministros da CPLP, durante a qual os Chanceleres analisarão estratégias e ações para a projeção da língua portuguesa, com vistas à formulação de recomendações à próxima Cimeira da Comunidade, a efetuar-se em Luanda, em 2010.

A Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no sistema Mundial e a Reunião Extraordinária do Conselho de Ministros da CPLP serão copresididas pelo Brasil, como país-sede, e por Portugal, como atual presidente da Comunidade.

Paralelamente à Conferência Internacional, será organizada uma semana cultural da língua portuguesa, cuja programação envolverá exposição intitulada “Língua Viagem – em português todos se encontram”, mostra de cinema, apresentações musicais e encontros de escritores, com participação de todos os Estados membros da CPLP. A exposição sobre a língua portuguesa ocorrerá no Palácio Itamaraty e os demais eventos no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília (CCBB DF).

A seguir,transcrevemos a ordem de trabalhos dos dias 26 e 27:

Conferência Internacional sobre o
Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial
Brasília, Palácio Itamaraty
(26 e 27 de março de 2010)
Itens da Agenda

Sessão Inaugural

  • Abertura
  • Importância e valorização da língua portuguesa (logo após a Abertura)

Sessões de Trabalho

(a) Fortalecimento do ensino da língua portuguesa
(a.1) Fortalecimento do ensino da língua portuguesa para estrangeiros
(a.2) Cooperação educacional e cultural para o ensino da língua portuguesa no espaço da CPLP
(b) Difusão pública da língua portuguesa
(b.1) Ampliação da difusão da língua portuguesa nos meios de comunicação de massa
(b.2) Valor econômico e cultural da difusão da língua portuguesa
(c) Projeção da língua portuguesa em foros multilaterais
(d) Estado de desenvolvimento do Acordo Ortográfico
(e) Participação da sociedade civil na projeção da língua portuguesa
(f) Importância da língua portuguesa nas diásporas

LISTA EXEMPLIFICATIVA DE TEMAS PARA CONSIDERAÇÃO AO ABRIGO DOS ITENS “A” a “F” DA AGENDA

(a) Fortalecimento do ensino da língua portuguesa
(a.1) Fortalecimento do ensino da língua portuguesa para estrangeiros
(a.2) Cooperação educacional e cultural para o ensino da língua portuguesa no espaço da CPLP

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) Iniciativas e projetos no âmbito da CPLP; (ii) Perspectivas de atuação em terceiros países; (iii) Desafios didáticos: Elaboração de material didático; Formação inicial e capacitação de professores de português para atuar no exterior; Ensino de português à distância;  Valorização das tecnologias de informação e de comunicação; Formação de tradutores e intérpretes.

(b) Difusão pública da língua portuguesa
(b.1) Ampliação da difusão da língua portuguesa nos meios de comunicação de massa
(b.2) Valor econômico e cultural da difusão da língua portuguesa

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) Inclusão de material audiovisual em português na programação televisiva internacional; (ii) Ampliação do uso de português em outros meios de comunicação de massa; (iii) Promoção da língua portuguesa por meio da difusão cultural; (iv) Desenvolvimento de ações conjuntas para divulgação da literatura em língua portuguesa; (v) Exploração de possibilidades de valorização da língua portuguesa durante eventos de visibilidade internacional sediados pelos países da CPLP; (vi) A relevância da difusão da língua portuguesa como elemento facilitador de negócios.

(c) Projeção da língua portuguesa em foros multilaterais

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) Implantação ou ampliação do uso da língua portuguesa em Organizações Internacionais; (ii) Promoção da língua portuguesa no marco dos processos de integração regional.

(d) Estado de desenvolvimento do Acordo Ortográfico

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) Ponto da situação; (ii) A questão da elaboração de um vocabulário ortográfico comum nos termos do artigo 2 do AOLP; (iii) Os desafios das terminologias científicas e técnicas.

(e) Participação da sociedade civil na projeção da língua portuguesa

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) A contribuição de instituições acadêmicas e organizações não-governamentais; (ii) O estímulo a parcerias com a iniciativa privada.

(f) Importância da língua portuguesa nas diásporas

Indicação de temas para tratamento sob este item: (i) As políticas dos membros da CPLP relacionadas à ligação das diásporas com a cultura de seus países de origem; (ii) Possibilidades de desenvolvimento conjunto de programas pautados no papel da língua portuguesa como fator de união das diásporas.

Mais informação acerca da Conferência Internacional:

Publicado em Info Atualidade