×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

Mostrando produtos por etiqueta: Carvalho Calero

quarta-feira, 27 outubro 2010 02:00

Academia homenageia professor Carvalho Calero

Carvalho Calero (1910 - 1990)

AGLP organiza ato em homenagem a Carvalho Calero, 28 de outubro, às 19h30, no salão de atos da Biblioteca Ângelo Casal, Rua João XXIII, Santiago de Compostela. Neste evento confluem 3 especialistas na obra do saudoso professor, apresentados pela académica Concha Rousia:

  • 1ª Palestra: "Evocação da pessoa de Carvalho Calero por um discípulo".
    Relator: José Luís Rodríguez, catedrático de Filologia Galega e Portuguesa da USC.

  • 2ª Palestra: "Uma visão da língua de Ricardo Carvalho Calero".
    Relator: António Gil Hernández, Secretário da Comissão de Lexicologia e Lexicografia da AGLP.

  • 3ª Palestra: "A codificação no modelo ortográfico, morfológico e lexicográfico em Scórpio de Ricardo Carvalho Calero".
    Relator: Xavier Vásquez Freire, poeta e adaptador de Scórpio para o Acordo Ortográfico.

Coincidindo com 100ª aniversário do nascimento do professor Ricardo Carvalho Calero, esta semana estão a realizar-se diversos atos de homenagem organizados por diversos coletivos e entidades, que encerrarão com chave de ouro no dia 30 de outubro, na data exata do centenário, quando às 11 da manhã será colocada uma estátua dedicada ao professor ferrolano na Alameda de Santiago de Compostela.

Mais info:

Publicado em Info Atualidade

José-Martinho Montero Santalha, presidente da AGLP, participou no evento
com a leitura do poema "A palavra de Dom Ricardo Carvalho Calero"

 AGLP / PGL (*)- O centenário do nascimento de Ricardo Carvalho Calero, vulto principal do reintegracionismo e Membro de Honra da Associaçom Galega da Língua, está a mobilizar pessoas de sensibilidades muito diferentes, de toda a Galiza e mesmo do exterior, que reivindicam a atualidade do seu legado. O ato central aconteceu o sábado em Compostela, no passado dia 30 de outubro de 2010, com o descerramento de uma estátua na sua honra.

A estátua foi colocada muito perto da casa da rua Carreira do Conde, onde o professor Carvalho Calero residiu os últimos anos da vida; e do liceu Rosalia de Castro e da que foi sede da Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela, na Praça de Maçarelos, onde exerceu a docência de língua e literatura, sendo titular da primeira cadeira universitária.

O monumento foi promocionado pola Fundaçom Meendinho, que solicitou contributos populares e de diferentes entidades e instituiçons. O principal foi da associação de empresários graniteiros do Porrinho, que cedeu a base, de Rosa Porrinho, sobre a que repousa a estátua, elaborada polo escultor José Molares, quem estava também presente.

AGLP no evento

José-Martinho Montero Santalha, como presidente da AGLP, qualificou o ato de homenagem como "de justiça à memória do mestre Ricardo Carvalho Calero", de quem destacou a defesa da língua e o estudo da nossa literatura. Leu o seguinte poema de homenagem, intitulado "A palavra de Dom Ricardo Carvalho Calero":

Dom Ricardo Carvalho Calero, voz amiga,
que ecoa na folhagem da carvalheira antiga:

por palavras de sábio, por exemplo de mestre,
transforma num milagre a Galiza silvestre,

e na terra queimada faz renascer as flores,
e nos corações limpos arder velhos amores.

Com ciência e com carinho, sem maltrato nem míngua,
orquestra um cantar novo na nossa velha língua.

E ressoa a mensagem que vem de antigas eras,
mas que leva guardadas outras mil primaveras.

Viva o fruto da ciência, do amor e do trabalho,
viva a palavra viva do professor Carvalho!

Oradores

O ato foi apresentado por Margarida Martins, da Fundaçom Meendinho. Na continuação participaram diversos oradores, em representação de instituições e entidades diversas: Javier Garbayo e Manuel Fernández Iglésias, vice-reitores das universidades de Santiago de Compostela e Vigo; Maria Pilar García Negro, do Departamento de Galego-Português da universidade da Corunha; José-Martinho Montero Santalha, como presidente da AGLP; José Paz, como presidente da ASPG-P; Valentim Rodrigues Fagim, presidente da AGAL; Guadalupe Rodríguez, vereadora do Concelho de Santiago; Elvira Cienfuegos, também representante do Governo Municipal de Compostela; Margarida Carballo Calero, filha do homenageado; Ramiro Parracho Oubiña, secretário confederal da CIG; Alexandre Banhos, como presidente da Fundaçom Meendinho.

Descerramento e hino galego

Na continuação aconteceu o descerramento da estátua, um magnífico monumento de bronze de José Molares, como ficou assinalado.

Na base, no frente, além do nome de Ricardo Carvalho Calero constam “Ferrol. 30.10.1910” e “Santiago de Compostela. 25.03.1990”, como referência às cidades e datas em que nasceu e morreu, respectivamente.

Na esquerda constam, por esta ordem, a Fundaçom Meendinho, Universidades Galegas, AGLP, AGAL, ASPG-P, CIG e Achegas Populares, para lembrar as diferentes contribuiçons para poder erigir este monumento.

E na direita, a inscrição da seguinte frase:

A fala da Galiza, o português de Portugal, o português do Brasil e os portugueses dos distintos territórios lusófonos formam um único diassistema lingüístico conhecido entre nós popularmente como Galego e internacionalmente como Português.

Encerrou-se a homenagem com a interpretação do Hino Galego por gaiteiros da Gentalha do Pichel.

Participantes

Para além das pessoas já assinaladas, participaram no acto outras que se deslocaram desde diferentes cidades, vilas e lugares da Galiza e da própria comarca de Compostela. Entre elas José Luís Rodríguez, Isaac Alonso Estraviz, Bernardo Penabade, Luís Gonçales Blasco, Ana Pontón, Carme Fernández Pérez-Sanjulián, Manuela Ribeira Cascudo, Anxo Louzao, Rubén Cela, Artur Alonso Novelhe, José Manuel Barbosa, Concha Rousia, Ana Cabanas, Ramom Reimunde, outros familiares de Carvalho Calero, e umha ampla representação da comunicação social.

(*) Extrato da crónica publicada pelo PGL.

Publicado em Info Atualidade

Professor Ricardo Carvalho Calero

O estudantado da USC lembra Carvalho Calero

O presidente da AGLP, José-Martinho Montero Santalha, participará na semana de atividades em lembrança do professor Ricardo Carvalho Calero organizada pela Assembleia de Filologia da USC, em colaboração com o Departamento de Português, entre 10 e 20 de maio.

As atividades da Assembleia de Filologia serão na Sala de Graus da faculdade, e já solicitaram um crédito de livre configuração. A motivação para dedicar uma semana a Carvalho Calero deve-se à negativa da RAG de lhe conceder o Dia das Letras «por questões que ultrapassam o literário e lingüístico e se inserem simplesmente em disquisições políticas».

Lembram Carvalho Calero como «a memória da inteletualidade e do galeguismo do século XX» e conetor entre o Partido Galeguista e o novo nacionalismo galego «após a longa noite de pedra». Por isto, vindicam a homenagem para «um dos bons e generosos da Galiza».

eixosA seguir reproduzimos o programa desta semana, que durará 32 horas repartidas em três paineis temáticos:

1.- Carvalho Calero: biografia e inter-história (duração: 11 horas)

10 de Maio

  • 15:30 horas — Apresentação da Semana das Letras

  • 16:00 horas — O legado global de Carvalho Calero, por Aurora Marco.

  • 17:00 horas — Carvalho Calero e o Partido Galeguista, por Justo Beramendi.

  • 19:30 horas — Ricardo Carvalho Calero, historiador da literatura, por Arturo Casas.

11 de Maio

  • 16:00 horas — Projeção da entrevista a Carvalho Calero e debate posterior

  • 18:00 horas — Dos mestres à Academia Galega da Língua Portuguesa na Galiza. Percurso polo pensamento linguístico de Murguia, João Vicente Biqueira, Risco, Castelao e Carvalho Calero, por José-Martinho Montero Santalha.

2.- Carvalho Calero: a sua obra linguística: (duração: 10 horas e 50 minutos)

12 de Maio

  • 16:00 horas Apresentação

  • 16:30 horas — De Rodrigues Lapa a Carvalho Calero. O galego (im)possível? A evolução na teorização linguística de Carvalho. A “radical” proposta de Rodrigues Lapa. Reações a favor e em contra na Galiza. A herança de Carvalho no regeneracionismo, por Roberto Samartim e Valentim Rodrigues Fagim.

  • 19:30 horas — A gramatização e a elaboração formal da língua galega antes de 1980, por Ramón Mariño Paz.

18 de Maio

  • 16:00 horas — Entre o normativismo e o utilitarismo, perspetivas de Carvalho Calero e o Reintegracionismo desde o século XXI, por Carlos Figueiras.

  • 18: 30 horas — Carvalho Calero na lembrança, por Carme Blanco

3.- Carvalho Calero e a sua obra literária (duração: 10 horas e 50 minutos)

19 de Maio

  • 16: 00 horas Apresentação

  • 16:30 horas — 'Scórpio' e a obra narrativa de Carvalho Calero, por Carlos Quiroga

  • 19:00 horas — A obra teatral de Carvalho Calero, por João Guisám Seixas

20 de Maio

  • 16:00 horas — Recital lúdico-poético e leitura de um texto final reclamando o Dia das Letras Galegas para Carvalho. Recital a cargo de Carlos Quiroga, Alicia Fernández e Gonzalo Ermo. Leitura de uma escolma de poemas de Carvalho Calero.

  • 17:30 horas — Exposição da Fundaçom Artábria sobre Carvalho Calero. Com debate posterior

  • Pausa-café (30 minutos)

  • 20:00 horas — Encerramento da Semana das Letras. Conclusões e leitura do manifesto da Assembleia de Filologia para a o recolha de assinaturas para um Dia das Letras Galegas para Ricardo Carvalho Calero.

Mais info:

Publicado em Info Atualidade

carvalhocalero2010.net

Biblioteca Ângelo Casal será o lugar de apresentação

Promovida por diversas entidades culturais como a Associaçom Galega da Língua, a Mesa pola Normalización Linguística, Fundaçom Artábria, Associação Cultural Pró AGLP, Local Social Aturuxo e Centro Social Gomes Gaioso e o Instituto Cultural Brasil-Galiza, o ato de lançamento terá lugar o sábado 15 de maio às 13 horas, na Avenida João XXIII de Compostela.

A página integra a mais completa biografia e bibiografia de Carvalho Calero, assim como citas do autor, mediateca e informação sobre as atividades que as entidades promotoras realizam durante o ano 2010 sobre a obra do primeiro catedrático de língua galega da nossa história.

O lançamento correrá a cargo do presidente da AGAL Valentim Rodrigues Fagim, e da presidenta do Instituto Cultural Brasil-Galiza, Concha Rousia, que farão um percorrido pela obra de Carvalho Calero e falarão da sua importância na história da cultura galega.

Publicado em Info Atualidade