Categoria: Info Atualidade Acessos: 2103

Ângelo Cristóvão com o Doutor Guilherme d'Oliveira Martins,
presidente da Direção do Centro Nacional de Cultura

A Academia Galega da Língua Portuguesa participou anteontem 18 de abril em dous atos de assinatura de protocolos em Lisboa, estando representada polo presidente da Fundação AGLP Ângelo Cristóvão e polo Coordenador da Comissão de Relações Internacionais da AGLP Joám Evans Pim. Os convénios estabeleceram o início o relacionamento institucional com o Centro Nacional de Cultura e o Instituto Luso-Árabe para a Cooperação.

A delegação da AGLP foi recebida polo Presidente da Direção do CNC Guilherme d'Oliveira Martins e vários membros da equipa executiva na sede da instituição, realizando-se um intercâmbio de publicações após a lavratura do instrumento de protocolo. Na sequência do acordo com o CNC, fundado em 1945 como espaço para a defesa de uma cultura livre e pluridisciplinar, tendo uma grande atividade no âmbito das exposições, cursos de formação, colóquios e viagens de estudo de âmbito cultural, foram exploradas diversas hipóteses de colaboração, entre elas a realização de um colóquio de homenagem a Ernesto Guerra da Cal em Lisboa no quadro das comemorações do seu centenário, bem como uma visita de estudo à Galiza.

Ângelo Cristóvão com os membros da comitiva do
Instituto Luso-Árabe para a Cooperação

A assinatura do protocolo com o Instituto Luso-Árabe para a Cooperação foi realizada numa cerimónia no Grémio Literário, instituição cultural fundada em 1846. Estiveram presentes o Presidente do ILAC Manuel A. Pechirra, o Vice-Presidente Pedro Gomes Barbosa, o Secretário-Geral João Nunes Henriques, o Presidente da Comissão de Assuntos Jurídicos Humberto F. Xavier e o Secretário-Geral Adjunto Rui Santiago. Acompanhou ainda às comitivas o Presidente do Conselho Diretor do Grêmio Literário José Macedo e Cunha.

A AGLP fez entrega duma amostra das suas publicações o ILAC e ao Grémio, recebendo ainda a insígnia de prata comemorativa dos 25 anos do Instituto, fundado em 1985 para propiciar o intercâmbio e diálogo entre o mundo de língua portuguesa e o espaço cultural árabe.